Início » Estudos » Estudos Bíblicos
Batismo

No mundo religioso, o batismo é considerado uma parte importante da doutrina. Quando perguntados a respeito disto, muitos se voltariam para as palavras de Paulo, em Efésios 4:4-6 para mostrar sua importância. Ainda, neste apelo à unidade, Paulo afirma que só há um batismo. Não é necessário olhar muito longe para se verem grupos religiosos com diferentes tipos de batismo e idéias em relação a este assunto. Alguns batizam crianças; alguns aspergem ou derramam  água nas cabeças dos crentes; outros ensinam que o batismo é simplesmente um ato para mostrar a qual igreja se pertence. Certamente, esta não é a idéia que Paulo apresentou aos irmãos em Éfeso. Onde, pois, podemos encontrar este único batismo? No meio da confusão religiosa a respeito do batismo, pode-se encontrar a verdade somente retornando ao plano do Novo Testamento. Por favor, tenha em mente com cuidado as idéias a seguir, enquanto tentamos encontrar o plano de Deus em relação ao batismo.

O Plano do Evangelho

Quando percebe a condição da alma sem Deus, o verdadeiro penitente sabe que uma mudança tem que ser feita. Por causa do amor de Deus por nós, um plano de salvação foi estabelecido através da morte de Cristo, pelo qual as pessoas poderiam fazer esta mudança. Neste plano, Deus incluiu diversas exigências aos homens. Uma destas importantes exigências é a crença Nele e que Seu plano salva. Quando se aceita este plano, Deus então exige arrependimento dos pecados passados, justamente como Paulo afirmou em Colossenses 3:5 "Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno, e a avareza, que é idolatria" e 3:2 "Pensai nas cousas lá do alto. . . ." Quando esta mudança tiver sido feita, então Deus espera confissão da crença Nele e no batismo para remissão dos pecados. Tomadas juntamente, estas são as exigências de Deus para os homens, no plano do evangelho.

O Batismo É Exigido?

Conforme foi afirmado antes, o batismo é uma parte essencial do plano de Deus para a salvação. É por meio deste ato que Deus acrescenta os verdadeiros crentes a Sua família (Atos 2:47). Muitos, no mundo religioso, têm contudo, tentado ensinar que o batismo não é essencial. Em resposta a este ensinamento, examine as seguintes passagens:
Em Mateus 28:19, Cristo ordenou aos apóstolos: "Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo".
Em Marcos 16:16, Cristo afirmou: "Quem crer e for batizado será  salvo; quem, porém, não crer será condenado".
Em Atos 2:38, Pedro pregou que o batismo em nome de Jesus Cristo é para a remissão dos pecados.
Em 1 Pedro 3:21, Pedro novamente afirmou que o batismo é essencial para a salvação.
Em cada uma destas quatro passagens lemos que o batismo é essencial para a salvação. Reforçando a idéia contida nestas passagens, há numerosos exemplos de batismo, alguns dos quais são estes: Crispo (Atos 18:8); o eunuco etíope (Atos 8:36-38); Paulo (Atos 22:16); o carcereiro de Filipos (Atos 16:25-34). Em vista destas passagens, temos que ver que o Novo Testamento ensina que o batismo é essencial no plano de Deus para o homem.


A Importância da Crença

É evidente, em vista das passagens acima, que a crença é importante. Entretanto, como em muitas coisas, alguns deixam o padrão de Deus e ensinam opiniões dos homens, em vez da verdade. Um destes falsos ensinamentos é que a crença por si só é suficiente e que o batismo é simplesmente um ato para mostrar aos outros homens que se crê. Em resposta a este argumento, observe novamente as palavras de Cristo em Marcos 16:16 e de Pedro em Atos 2:38. Estas afirmações, claramente, quando tomadas com outras da Bíblia, provam que, enquanto a crença é importante, ela sozinha não é suficiente. O batismo não deve ser removido do plano de Deus, pelo homem. Um outro ensinamento que vai contra o padrão bíblico é que a crença não é necessária. Tome, por exemplo, a prática de batizar crianças. Pode um bebê crer? Pode um bebê cumprir todas as exigências dadas por nosso Senhor e o apóstolo Pedro? Novamente, é claro que esta prática é contrária ao plano de Deus, porque ela deixa completamente fora a importância da crença no Senhor. Quando o plano da Bíblia é seguido, nenhuma das exigências de Deus para o homem será  omitida, ao contrário, o plano será seguido Inteiramente.

Como Deveria Ser Administrado o Batismo?

Várias respostas são dadas a esta questão. Para encontrar a resposta correta, contudo, temos que voltar novamente à Bíblia. Quando examinamos a linguagem original da Bíblia, encontramos que a palavra batismo significa, literalmente: "afundar, mergulhar, imergir". Isto apoiaria a idéia de que o batismo, no qual se é completamente submerso sob a água, é o significado real da palavra batizar. Um argumento ainda mais forte pelo batismo por imersão é encontrado nos exemplos bíblicos. Mateus 3:16 diz-nos que Jesus "batizado, saiu logo da água"., concluindo-se que ele tinha entrado na água. João 3:23 nos diz que João batizou em Enom "porque havia ali muitas águas". Se ele estivesse apenas borrifando ou derramando para batizar, porque teria sido necessária muita água? Em Atos 8:38-39, encontramos Filipe e o eunuco entrando na água. Novamente, isto reforça o fato de que o batismo por imersão é exigido do crente. Também, Paulo compara o batismo a um sepultamento (Colossenses 2:12, Romanos 6:3-6). Não sepultamos um corpo jogando apenas uma pá de terra sobre ele nem tentaríamos sepultar o velho homem do pecado simplesmente com umas poucas gotas de água. A imersão está no plano de Deus para o batismo do crente.

Conclusão

Precisamos não esquecer jamais que é através da graça de Deus que podemos ter a salvação. Por causa de seu amor por nós, mandando Seu Filho, agora temos a esperança de passar a eternidade com nosso Pai. Precisamos também lembrar que a obediência em todas as áreas é exigida por Deus. Seja batismo ou outro qualquer mandamento, temos que cumprir as exigências de Deus exatamente da maneira que ele determinou.

 

O Batismo
O rito de lavar com água simbolizando a purificação religiosa, ou consagração a Deus, era usado pelos israelitas com muita freqüência, conforme as prescrições legais que se encontram em Ex 19.4; 30.20; 40.12; Lv 15;16.26,28; 17.15; 22.4,6; Nm 19.8. Praticavam-se ainda outras abluções, sancionadas pelo uso e costumes sociais, Mc 7.3,4; Hb 6.2. Crêem muitos que, no tempo de Cristo, e em tempos posteriores, os prosélitos do Judaísmo eram batizados. Assim, pois, quando João Batista, o precursor, foi enviado por Deus, a pregar o arrependimento a Israel, aplicava o batismo a todos que aceitavam a sua mensagem, Jo 1.33. Este rito chamava-se batismo de arrependimento para remissão de pecados, Mc 1.4. Os batizandos confessavam os seus pecados e professavam a sua fé no Messias vindouro para serem perdoados por ele. Jesus Cristo veio receber o batismo das mãos de João para manifestar a sua simpatia à missão que ele exercia, como também para dar principio à sua própria missão de tomar a si as culpas da humanidade. O modo pelo qual João batizava não é claramente descrito, porem, como Jesus entrasse no Jordão para receber o batismo, Mc 1.9,10, é provável que fosse administrado, por imersão. No princípio, os discípulos de Cristo continuaram a batizar o povo, como João havia feito, Jo 4.1,2, continuando assim a obra do Batista. Quando, porém, começou o ministério de Cristo na Galiléia, não se ouve mais falar em batismos, senão à partida de Jesus, depois de ressurgido em suas instruções aos apóstolos, Mt 28.19. Cristo instituiu o batismo como o rito de iniciação na sua Igreja, um dos dois sacramentos por ele ordenados, a todos que o seguem. Desde o começo da pregação apostólica, este rito era administrado aos convertidos, At 2.38,41; 8.12,38; 9. 18; 10.48; 1Co 1.14,16; etc., servindo para significar a união do crente com Cristo, pelo arrependimento e fé; o perdão dos pecados pela morte de Cristo, e a operação do Espírito Santo, bem assim o voto de pertencer ao Senhor, Rm 6.4;Gl 3.27; Cl 2.11,12; 1Pe 3.21.
Conforme as instruções  de Cristo deve ser administrado em nome da Trindade.


BATISMO

DEFINIÇÃO: A palavra batismo usada no Novo Testamento, vem da palavra grega Baptisma ou BAPTISMOS, que significa “imergir”, “mergulhar”. Pode também significar “tingir”, cobrir completamente.

O QUE A BÍBLIA DIZ SOBRE O BATISMO:
1.Desde o nascimento da Igreja cristã. O batismo nas águas tem feito parte integrante da fé e prática do povo cristão. O batismo nas águas é uma ordenança bíblica. Em Mc 16.15,16 diz: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda a criatura. Quem crer a for batizado será salvo; porém, quem não crer será condenado”.
2.O apóstolo Paulo explica que o batismo é um ato representativo da morte e ressurreição do homem. Rm 6.4 : “Fomos, pois sepultados com ele na morte pelo batismo; para que como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidades de vida”.

O BATISMO E A SALVAÇÃO: O batismo nas águas está inserido na salvação & Mc 16.16 mas esta não vem através do batismo. A B´blia é clara quando afirma que somos salvos pela graça de Deus. [ Ef 2.8,9 ] : “Porque pela graça sois salvos; mediante a fé; isto não vem de vós, é Dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie”

O PROCESSO DA SALVAÇÃO: A palavra salvação abrande a plenitude do Evangelho. Isto significa que o evangelho é pregado para dar ao homem a oportunidade de viver ao lado de Deus. A salvação não é estática. Ela acontece dentro de 3 aspectos:
1.O homem é salvo dos seus pecados. [ Ef 2.8 ]: “Porque pela graça sois salvos...”  [ Rm 10.9 ] “Se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos será salvo”.
2.O homem continua sendo salvo: Após a salvação o homem continua vivendo, e portanto, a sua salvação precisa também sofrer um processo contínuo de crescimento. [ Fp 2.12 ] “Desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor”. Neste processo de desenvolvimento o batismo é essencial.
3.O homem será salvo definitivamente. [ Rm 13.11 ] “E digo isto a vós outros que conheceis o tempo que já é hora de vos despertardes do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto do que quando no princípio cremos”

O BATISMO E A VELHA ALIANÇA. O batismo não é um ato isolado no plano de salvação. Ele faz parte de uma aliança estabelecida por Deus com Abraão. [ Gn 17.13 ] “Com efeito, será circuncidado o nascido em tua casa, e o comprado por teu dinheiro; a minha aliança estará na vossa carne e será aliança perpétua”.
& Dt 30.6 “O Senhor teu Deus circuncidará o teu coração e o coração de tua descendência para amares ao senhor teu Deus de todo o coração e toda a tua alma, para que vivas”. O sinal da circuncisão cumpriu-se em Cristo que se tornou ministro da circuncisão espiritual efetuada no coração do homem no momento do batismo.
[ Rm 15.8 ] “Digo pois, que Cristo foi constituído ministro da circuncisão, em prol da verdade de Deus, para confirmar as promessas feitas aos nossos pais”.

O QUE ACONTECE NO ATO DO BATISMO- 3 coisas acontecem no ato do batismo que são essenciais à vida espiritual e a maturidade do novo membro do corpo de Cristo.
1.Remissão dos pecados: [ At 2.38 ] “Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados e recebeis o dom do Espírito Santo”. Remissão: Significa “perdão”, “libertação”, “limpeza”. A Bíblia fala de 2 corpos que precisam ser destruídos.
Corpo do Pecado: O corpo do pecado é destruído na cruz. [ Rm 6.6 ] “Sabendo isto, que foi crucificado com ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sirvamos o pecado como escravos”.
Corpo da Carne: O corpo da carne é despojado no batismo. [ Cl 2.11 ] “Nele, também fostes circuncidados, não por intermédio de mãos, mas no despojamento do corpo da carne, que é a circuncisão de Cristo, tendo sido sepultados com ele no batismo, no qual igualmente fostes ressuscitados mediante a fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos”.

REVESTIMENTO DO NOVO HOMEM- [ Ef 4.24 ] “e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade”.