Início » Estudos » Estudos Bíblicos
Depressão

COMO VENCER A DEPRESSÃO

INTRODUÇÃO – “Estou deprimido”, esta frase está na moda. Um conselheiro clínico diz que a metade de seus pacientes o procura porque está deprimida.
A depressão é a espécie mais comum do comportamento anormal.
Algumas vezes a depressão recebe outros nomes tais como: “tristeza profunda”, “melancolia”, “desânimo” e outros similares.
Uma em cada dez pessoas sente depressão. Há também inúmeros casos de crianças depressivas. Estamos vivendo a “era da melancolia”. Façamos algumas perguntas para entender melhor esta matéria:

I – QUAIS OS SINAIS DA DEPRESSÃO?
Podem variar, os mais comuns são: Sentimentos de baixa auto-estima, sensação de abandono, sentimento de indignidade, perda do amor próprio, sentimentos de pessimismo, medo do futuro e uma profunda tristeza.
Em conseqüência destes sentimentos as pessoas se comportam de maneira anormal, perdem o interesse pelos acontecimentos da vida, algumas vezes afastam-se das suas atividades, relaxam da sua postura física, queixam-se de tarefas que são simples, que para eles parecem enormes, reclamam da comida, dormem pouco, não se concentram, sentem dores musculares, dores de cabeça e vários outros distúrbios.
É interessante que a Bíblia trata deste tema. A depressão é uma forma antiga de anormalidade psicológica. Vejamos por exemplo estes sintomas na vida de Jó:
Tristeza extrema: “Por que se concede luz ao aflito, e vida aos amargurados de alma?...” (3:20).
Desejo de morrer: “Que anelam pela morte sem que ela venha, e cavam em procura dela mais do que tesouros escondidos...” (3:21).
Perturbação do sono: “Havendo-me deitado, digo: Quando me levantarei? Mas comprida é à noite, e farto-me de me revolver na cama até a alva...” (7:4).
Pessimismo em relação à vida: “O homem, nascido da mulher, é de poucos dias e cheio de inquietação” (14:1).
Sensação de desamparo: “Não tenho repouso, nem sossego, nem descanso; mas vem a perturbação” (3:26).
A vida lhe parecia sem sentido: “Eu sou inocente; não estimo a mim mesmo; desprezo a minha vida” (9:21).
Sinais físicos de tristeza: “De mágoa se escureceram os meus olhos, e todos os meus membros são como a sombra” (17:7).

II – QUAIS AS CAUSAS DA DEPRESSÃO?

Os estudiosos têm classificado a depressão de duas maneiras, que são: Normal e Anormal.

1. NORMAL
De tempos em tempos, todos nós sentimos falta de energia, temos de nós uma imagem negativa ou uma sensação de desamparo. Essas características são as mesmas nas formas mais graves de depressão, porém há uma diferença. Geralmente podemos indicar uma causa clara: recuperação de uma enfermidade, exaustão por ter-se fadado, ou a superação da perda de um parente ou amigo íntimo. E essa depressão não se arrasta por meses a fio. A mulher sabe que pode sentir-se deprimida durante alguns dias do mês, sendo alterado o seu gênio pela sua menstruação. Sabe o que causa a depressão, e espera que ela passe. O rapaz que perdeu a namorada e se sente arrasado e solitário vencerá esses sentimentos com o tempo e com a amizade de outras pessoas. A depressão se torna anormal quando persiste e nada parece ajudar.
João Calvino fala da depressão temporária de um modo exemplar.
“Contudo, parece um contra-senso, quando Paulo diz que os fiéis, que exultavam com alegria, estavam ao mesmo tempo entristecidos, pois esses sentimentos se contrapõem. Mas os fiéis sabem por experiência como essas duas coisas podem coexistir, mais do que podemos expressá-los com palavras. Todavia, para explicar o assunto em poucas palavras, podemos dizer que os fiéis não são toras de madeira insensível nem se despiram a tal ponto de sentimentos humanos, mas são afetados pela tristeza, temem o perigo, consideram a pobreza um mal. E as perseguições coisa dura e difícil de ser suportada. E, daí, eles sentem tristeza por causa dos males; porém ela é mitigada pela fé, pois eles ao mesmo tempo não cessam de se regozijar”
Não nos deve surpreender o fato de que a depressão pode ser uma experiência cristã normal, se tão-somente nos concentrarmos em algumas declarações da Escritura a respeito do estado íntimo do crente. Jesus, no Getsêmani, teve a liberdade de admitir que a sua alma estava excessivamente triste, até o ponto de morrer. O autor do livro de Hebreus lembrou aos seus leitores que o castigo do Senhor fora doloroso e não agradável (Hb. 12:11).

2. ANORMAL

O que distingue essa espécie de depressão é uma tristeza mais intensa e permanente. “A pessoa sente-se triste, deprimida, desanimada e com freqüência culpada, abandonada, perdida e vazia. Quanto mais severa for a sensação de depressão, mais provavelmente sobrevirão os sentimentos de abandono, desânimo, desespero e pensamentos associados, de morte ou suicídio”. Quando uma pessoa está neste estado, a idéia de se alegrar parece impossível. Ele ou ela parece ter perdido a capacidade normal de sentir prazer e jovialidade.
Gary R. Collins cita 05 desdobramentos da depressão anormal ou séria; que são:
1. Causas Físico-Genéticas – Falta de sono, alimentação, efeitos de entorpecentes, contagem baixa de açúcar no sangue, etc.
2. Causas Ambientais – Filhos de divorciados tendem a sofrer depressão. Ambientes hostis também causam esse mal.
3. Incapacidade – Quando uma pessoa se encontra em uma situação sobre as quais ela não tem controle, quando ela não consegue reagir, a depressão se instala.
4. Perdas – Quando pessoas perdem amigos, parentes, bens, empregos, posições, saúde, liberdade, podem caminhar para um estágio depressivo.
5. Culpa – Quando a pessoa sente que falhou ou fez algo errado, surge a culpa e juntamente com ela a autocondenação, frustração, desesperança e outros sintomas da depressão.

 

III – COMO OBTER VITÓRIA SOBRE A DEPRESSÃO?
Segue alguns conselhos que ajudarão:
1. Procure um médico – Veja se o seu problema não é biológico. Quem sabe trocar de colchão, dormir mais, trocar a alimentação, emagrecer , caminhar, podem fazer diferença.

2. Mude de ambiente ou de atitude – Experimente mudar de casa, de lugar, pintar algumas paredes com novas cores, aproveitar melhor os momentos de laser, visitar os parques, ouvir músicas espirituais. Se não puder mudar o ambiente ou de ambiente, mude de atitude. Desafie o seu modo de pensar pessimista. Pense a vida com mais alegria. Permite que Deus promova a renovação da sua mente (Rm. 12:1 e 2).

3. Conviva com gente sadia – Se na crise depressiva a pessoa se prender a pessoas também depressivas, ambos se perderão. Encontre gente bonita por dentro, gente equilibrada, sóbria, cheia de Deus. Não veja os noticiários durante algum tempo.

4. Aprenda a tratar com a culpa – Pecado confessado é pecado perdoado (I Jo. 1:9). Satanás é que tem o prazer de acusar os salvos (Ap. 12:10). Peça perdão a Deus pelos seus pecados e perdoe as pessoas que pecaram contra você. O que a Bíblia ensina é: “Se possível, quando depender de vós, tende paz com todos os homens”. (Rm. 12:18). Permita que o sangue de Cristo purifique você de todo pecado (I Jo. 1:7). Tire esse peso de suas costas e lance-o sobre Jesus (I Pe. 5:7).

5. Aprenda a esperar em Deus – Olhar para Deus é olhar para a pessoa mais sadia que existe. Jesus, que é a expressão exata de Deus (Hb. 1:3), nos mostra como viver realisticamente. Quem experimenta o grande amor de Deus demonstrado na cruz do calvário vive cheio de esperança (Rm. 15:13).
O apóstolo Paulo, escrevendo na prisão, declarou certa vez que havia aprendido a viver contente em toda e qualquer situação. Por saber que Deus nos dá forças e pode suprir todas as nossas necessidades, Paulo havia aprendido a viver com alegria, tanto na pobreza como na prosperidade. Através de suas experiências e, sem dúvida, mediante o estudo das Escrituras, Paulo aprendera a confiar em Deus e isto ajudou a evitar a depressão. Da mesma forma que nos dias de Paulo, a convicção de que Deus está vivo e controla tudo pode dar esperança e encorajamento hoje, mesmo quando nos inclinamos ao desânimo e desesperança.

6. Espere o Desânimo. Ouçamos Collins:
A segunda estrofe de um hino muito conhecido afirma que “jamais devemos nos sentir desanimados” se levarmos tudo a Deus em oração. Este é um ponto de vista popular para o qual não existe apoio nas Escrituras. Jesus nos advertiu de que teríamos problemas e o apóstolo Tiago escreveu que enfrentaríamos provações e tentações como um teste da nossa fé e para ensinar-nos a ser pacientes. Seria artificial sorrir ou rir em tais circunstâncias, fingindo que nunca desanimaremos.
Observe o Senhor no momento da crucificação. Jesus se achava “profundamente aflito” e reconheceu sinceramente a sua agonia. Não podemos imaginá-lo sorrindo no Getsêmani ou na cruz, tentando convencer a todos de que estava cheio de júbilo e “transbordando” de felicidade. Jesus confiava no Pai, mas ele esperava sofrer e não ficou surpreso quando este sofrimento veio sobre ele.
Quando somos suficientemente realistas para contar com o sofrimento e bastante informados para saber que Deus está sempre no controle, podemos então tratar melhor do desânimo e evitar cair em depressão profunda.

 

CONCLUSÃO – Vance Havner, esperou certa vez que sua mulher que estava à morte fosse curada milagrosamente. Mas ela morreu e Havner sofreu muito. Embora não compreendesse a razão de sua perda, ele concluiu que Deus não comete erros.
Quem quer que pense ter conseguido tabular, analisar e associar com respostas superficiais e fáceis os caminhos de Deus, a fim de aliviar os corações sofridos, não se adiantou muito neste labirinto misterioso que chamamos vida e morte... Ele não tem um método fixo de agir. Ele livrou Pedro da prisão, mas deixou João Batista no cárcere para morrer.
Este homem ficou profundamente entristecido com a morte da esposa, mas provavelmente nunca entrou em depressão. Sua visão da vida e da morte era realista. Esta é uma perspectiva que pode ajudar tanto conselheiros como aconselhados a tratarem eficazmente do problema da depressão.


O que é Depressão ?
Ultimamente muita gente tem falado em depressão. Todo mundo parece estar deprimido. Se um dia as coisas não dão certo, logo dizem: "Hoje estou meio deprê". Qualquer descontentamento é chamado de depressão.
No entanto, não devemos confundir tristeza, um estado transitório da alma, uma emoção natural que todos experimentamos, com depressão, que é uma doença.

Segundo a ciência os sintomas da depressão são:
*Humor persistentemente triste e sensação de "vazio" ou falta de sentido da vida.
*Perda de interesse ou prazer nas atividades comuns, inclusive no sexo.
*Energia diminuída, fadiga, sensação de que a vida transcorre em câmera lenta.
*Perturbações relacionadas ao sono (insônia, hipersonia, dormir demais, acordar espontaneamente muito cedo pela manhã), problemas alimentares (perda de apetite ou de peso, ganho excessivo de peso, muitos casos de obesidade estão relacionados à depressão).
*Perda de concentração, lapso de memória, dificuldade para tomar decisões (leva a falhas na aprendizagem).
*Sentimento de desesperança ou pessimismo.
*Sensação de culpa, inutilidade e incapacidade, baixa auto-estima.
*Pensamentos de morte ou suicídio, tentativa de suicídio.
*Irritabilidade.
*(Choro excessivo.
*Dor constante que não responde a tratamento algum.

A ciência explica que a depressão está associada a um déficit de neurotransmissores (um grupo de substâncias, como a serotonina, existente no cérebro e importante na comunicação entre as células), e nesse caso, fala-se do componente genético-familiar (já que é comum ocorrerem casos na família). Pode ainda haver relação com alergia alimentar.
Há também o componente de vivências traumáticas (a depressão como reação a um trauma) e ainda o socio cultural, característico de povos ou famílias onde há muita rigidez nos relacionamentos.
Mas isso é o que ocorre na esfera física. O que a ciência não pode detectar é o que ocorre na esfera espiritual. Diretamente ou indiretamente, a depressão é sim uma ação demoníaca. A depressão seria um nível mais elevado daquilo que chamamos de opressão maligna.

A ciência trata a depressão por meio de psicoterapia (tratamento em que são utilizados meios mentais, como a sugestão e a persuasão, com o intuito de restaurar o equilíbrio emocional) e, frequentemente, de medicamentos antidepressivos.
Não é errado o crente tomar os medicamentos corretos enquanto a cura não vem, isso não é falta de fé (Veja 1 Tm 5.23). Porém, a Igreja deve batalhar espiritualmente contra essa doença demoníaca, ministrando libertação e cura interior. Tome posse da armadura de Deus (Ef 6.11-18) e participe desta batalha, pois alguns casos de depressão não são um ataque de fora para dentro, e sim, de dentro para fora, ou seja, a pessoa pode está endemoninhada e necessitar de uma intercessão e ministração mais profunda.

 

A depressão e a sua cura  1Reis 19 : 1 -16

INTRODUÇÃO
·        Nossa pretensão neste Estudo, é abordar o tema depressão sob a perspectiva bíblica.
·        Em Hb 4:12 diz: “a Palavra de Deus é mais penetrante que espada de dois gumes, ... e penetra até a divisão da alma e do espírito, das juntas e medulas e dos pensamentos e intenções do coração.
·        Sendo assim, ela quando aplicada é a melhor terapia para as crises humanas,
·        ... pois é capaz de mostrar as grandes causas de nossos conflitos e ainda nos curar deles.
·        A depressão tem sido o drama de inúmeros brasileiros, em especial, a muitos evangélicos.
·        Muitos Pastores ensinam que a depressão é uma manifestação "diabólica", mesmo que seja  em crentes.
·        Estaremos mostrando que a depressão não é um desafio novo a vida cristã,
·        ...mas que ela já fez parte da vida de muitos homens de Deus da história bíblica.
·        Exemplos de servos de Deus que tiveram Depressão:
·        O salmo 42, onde o salmista sente sua alma numa sequidão profunda,
·        ... numa ausência de sentido para a vida ao ponto de assimilar a indagação dos ímpios: Onde está o seu Deus?
·        Por que não dizer de Elias, que ameaçado por Jezabel afugenta-se, pede a morte, esconde-se numa caverna, que existencialmente revela a complexidade de seus conflitos.
·        Tentaremos abordar este tema de forma a mostrar que este problema é mais fácil de superar quando se reconhece que ele faz parte da vida como os demais e precisa ser encarado sobre a perspectiva da graça de Deus.

i -  QUAIS OS Sintomas da depressão?
·        Dentro deste assunto estaremos mostrando algumas reações sintomáticas que sempre acometem a vida de uma pessoa depressiva. Vejamos:

1 -  visão pessimisTA e se torna autodepreciativo.
·        Passa a ver tudo do ponto de vista negativo, parece perder a fé na vida.
·        Sempre se desvaloriza diante de pessoas e situações das quais se sente desafiado.
·        E, por fim, chega a conclusão de que não vale a pena viver.
·        O conselho de Abraão Lincoln para este tipo faz muito sentido quando ele diz: " A maioria das pessoas será feliz na medida em que decidir sê-lo".

2 -PERDA do apetite
·        Como conseqüência ocorre a perda de peso
·        A pessoas que quando deprimidas passam a comer mais, enquanto outras perdem o apetite.

3 - O deprimido sofre perturbações do sono,
·        É uma sensação de cansaço físico e emocional impressionante e lentidão na fala e pensamentos.
·        Quando uma pessoa está deprimida, mesmo sem ter feito muita coisa,
·        ... sente-se indisposto para trabalhar, algumas vezes até mesmo para tomar o café da manhã.
·        Quando tenta falar nestas ocasiões nem eu mesmo consegue ouvir o que está dizendo.
·        A mente como  um idoso cansado a subir um mui alto morro.

 

4 - sentimentos de culpa e indignidade.
·        Essas culpas são reais ou imaginárias.
·        Por exemplo:   algumas pessoas deprimidas por crises financeiras podem se sentir culpadas por não serem ricas, que não faz nenhum sentido.
·        ... E destas culpas, reais ou não, advém a "síndrome do coitadinho",
·        ...ou seja, a pessoa passa a enfatizar seus defeitos e suprimir suas qualidades.

5 -  Isolamento social e familiar, introspecção.
6 -  Tristeza profunda e constante,
7        -  Falta de esperança
·        ...que conduz a incapacidade de lutar pelo que se acredita na vida, a incapacidade de tomar decisões
8         - E tonturas, palpitações, dificuldades respiratórias, acidez estomacal, mudanças de temperamento e 
9        -  Sensação de Inutilidade
10    -  Sensação de cansaço
11    Diminuição da Capacidade de Concentração
12    Dor Crônica
13    Ansiedade
14    Indecisão ou Insegurança
15    Medo e Choro Fácil
16    Diminuição do Impulso Sexual
17    Hipocondria
18    Irritabilidade
19    Redução da Capacidade de Experimentar Prazer
20    Desesperança
21    DESEJO DE Suicídio
·        Estes e outros sintomas perfazem o quadro de um deprimido
·        ... e a pergunta natural que fazemos em vista de tão complexa sintomatologia é;

II  -  Quais sãos as causas da depressão?
·        Tentaremos enumerar algumas coisas que acreditamos ser causas da depressão, dividindo-as em algumas partes.
·        ... Mas antes é bom dizer que os especialistas afirmam que
·        ... algumas pessoas possuem propensão a depressão por questões genéticas, mas estas não são a maioria, por isso estudemos algumas causas.

1.      Causas existenciais
·        As principais são:


1.      Perda de um ente querido.
2.      Ruptura de um romance
3.      Rejeição por parte de pessoas queridas
4.      Separação matrimonial ou conflitos conjugais
5.      Enfermidades prolongadas
6.      Esgotamento físico-mental
7.      Endividamentos, crimes, acidentes e etc... 


2.  Causas psicológicas
·        Dentre estas causas, destacamos
1.      a baixa estima,
2.      o complexo de inferioridade,
3.      o perfeccionismo,
4.      a solidão e a idade elevada.
5.      A ira, o rancor, o ódio e qualquer tipo de hostilidade,
·        ... quando reprimidas no coração tendem a nos deprimir e a provocar variadas reações em cadeia que muito nos prejudicam.

6.      Um outro detalhe que não pode ser esquecido é que a culpa por pecados ocultos também pode ser uma grande causadora da depressão.

·        ... Aliás, não só a depressão é patrocinada por causas psicológicas,
·        ... mas grande parte das nossas doenças é também causada por este conflito.

                      3.  Causas espirituais
·        Ilustração:
·        Certa vez, em um programa de rádio, um irmão estava orando e repreendendo o "espírito de depressão" que atuava sobre a vidas das pessoas.
·        Na verdade não existe este "espírito",
·        ...mas uma coisa é certa todos os demônios deprimem as pessoas, pois esta é a missão deles.
·        Contudo, se por falta de preparo um pastor considera estes tipos de problemas como sendo apenas espirituais, ele terá pessoas doentes em sua igreja.

1.      .. É preciso entender a necessidade de um especialista nestes casos
2.      ...e também deve se ministrar mais freqüentemente sobre estes assuntos objetivando a cura.
·        A Bíblia fala de dois tipos de tristezas que podem nos acometer, "tristeza segundo Deus" e a "tristeza segundo o mundo".
·        Na "tristeza segundo Deus" opera-se o arrependimento,
·        ...mas na "tristeza segundo o mundo" opera a morte, e naturalmente a depressão. 2 Co 7.10
·        Os cristãos devem discernir quando é que se esta enfrentando um abatimento,  uma crise intima por causa de pecados e um abatimento que leve a destruição.
·        Para melhor compreendermos este tema estudaremos, pois, a depressão de Elias. 

III -  Elias, um homem de Deus deprimido. (1RS 19:1-16)
·        Quem lê o contexto antecedente deste capítulo fica sem entender esta ultima atitude de Elias.
·        Porque Elias foge da ameaça de uma mulher depois de ter prodigiosamente ter desafiado 450 homens e os vencidos?
·        Porque sua espiritualidade se curva de tal modo a fugir, a esconder-se?
·        Por que ele se deixou deprimir? Diríamos nós!!!

1.      Primeiro, porque quando ele chega na cidade ele percebe que tudo o que ele fez, parece não ter produzido o resultado esperado.
·        Pois ao invés dele ter sido recebido ele foi ameaçado.
·        Então ele se enche de medo, perde sua confiança inabalável no livramento de Deus
·        ... e começa a fugir das piores humilhações que um homem pode receber, a humilhação de uma mulher.
·        E para fugir ele teve que caminhar muito já estando cansado ao ponto de chegar ao deserto e deitar-se debaixo de um zimbro pedindo a morte.
·        Aqui está o ápice de seu estado depressivo. Ele não quer morrer nas mãos de uma mulher como Jezabel, mas não admite fugir dela.
·        Talvez ele se perguntasse:

1.      porque eu não cri em Deus e fiquei lá mesmo a esperar o livramento de Deus?
2.       Como aquele povo me veria agora?
3.      Que belo profeta sou eu?
·        Não sei se eram estes os pensamentos mais que eram pensamentos negativos eu sei, pois levavam ao desejo de morrer.
·        E este tipo de desejo é comum em momentos que nos culpamos e nos sentimos inferiorizados por alguma coisa.
·        E ainda ele corre e entra numa caverna, que significa muitas coisas dentre elas
·        ... que ele havia se fechado para o mundo, num universo reduzido a seus censos de proteção, longe de todo mundo na caverna de suas próprias razões e afirmações esperando um encontro com Deus.
·        E o interessante é que Deus não lhe culpa por seus sentimentos, não lhe dá um sermão por ter fugido, se escondido, pedido a morte.
·        Antes, Deus aparece como médico de Elias e o introduz dentro de uma terapia anti-depressiva que resolve o problema de Elias.

·        Veremos agora quais foram os meios usados por Deus para curar a depressão de Elias.

IV - Como Deus curou a Elias de sua depressão?

1 - Deus deu-lhe umas boas férias, com bastante comida e horas de repouso. v 8
· Ser profeta como Elias e no momento dele era estressante e cansativo.
· Elias estava esgotado físico-emocionalmente e Deus sabia disto.
· E a terapia usada foi repor este esgotamento de Elias permitindo-o dormir e se alimentar bem.
· A boa alimentação e o repouso físico são essenciais a recuperação dos deprimidos.
· O sono deve ser de no mínimo oito horas e a alimentação deve se bem administrada.
· Se possível, umas pequenas férias poderia ajudar, pois nos tiraria do nosso estado depressivo.

2 - Deus o conduz a reflexão consciente sobre sua condição. Que fazes aqui Elias? v 10
· Na depressão nos tornamos todo emoção e deixamos de refletir sobre nossas verdadeiras causas.
· A pergunta de Deus mexe com as razões de Elias, com as causas da caverna.
· Levam-no a indagar sobre sua posição atual e sobre a vontade de Deus para ela.
· E aqui que entra o trabalho do conselheiro cristão, que quando leva-nos a pensar em nossas razões ajuda-nos a sair do problema.
· Muitas vezes me deprimi por coisas tão insignificantes que quando levado a pensar sobre elas,
· ... descobria que minha revolta e tristeza não tinha nenhuma procedência lógica.

3 - Deus o conduz a expor tudo que estava no seu coração em forma de confissões.
· Por meio daquela pergunta de Deus a Elias, este se pôs a confessar o motivo de depressão, confira;
· "E ele disse: Tenho sido muito zeloso pelo SENHOR Deus dos Exércitos, porque os filhos de Israel deixaram a tua aliança, derrubaram os teus altares, e mataram os teus profetas à espada, e só eu fiquei, e buscam a minha vida para ma tirarem."
· Nem tudo o que Elias confessou era procedente,
· ..mas pelo menos ele "descarregou" aquela carga de sentimentos e pensamentos que lhe atormentavam o ser.
· E Deus levou-o a entender algumas razões de sua "caverna".
· O Senhor permite que ele experimente tremendas manifestações do poder de Deus que não tinham a presença dele, observem;
· Veja o que Deus lhe disse: (1RS 19:11-14)

1. Com isto Deus levava-o a entender a diferença entre se ter o poder e se ter a presença de Deus, entre se conhecer o poder e conhecer a presença.

2. Ensinava-o também a ouvir a voz de Deus, que nem sempre se faz ouvida nas manifestações mais fantásticas de Deus na história.

3. E ainda Deus lhe fere o ego e cura-o do exclusivismo religioso no qual se encontrava, informando-o que ele não era o único profeta que sobrava, mas existiam sete mil que também se mantinham santos a Deus os quais ele não conhecia.

4. Ou seja, Deus não estava perdendo, a coisa não estava feia para Deus, ele não era tudo o que Deus tinha.

5. Deus mostra-lhe que a obra dele era maior do que Elias e do que ele pensava e que tudo estava sobre seu controle não existindo, portanto, razão para se desesperar, se deprimir.
· Às vezes nos deprimimos por não entender esta Soberania de Deus.
· E diante dos nossos problemas, ou até mesmo dos problemas da igreja ou ministério,
· ... pensamos que está tudo perdido e perdemos a esperança na ação de Deus a nosso favor.
· E quando perdemos a esperança em Deus vendo a sua ação sob a perspectiva de nossa experiência, caímos em grande depressão.

4 - Deus o convida a comunhão da sua presença.
· No verso 11 Deus o convida para se colocar em sua presença.
· Deus esta fora da caverna e convida Elias a sair.
· É importante que na hora da depressão busquemos mais intensamente a presença de Deus em nossa vida.
· E isto quem nos ensina é Jesus em Lc 22:44 "E, posto em agonia, orava mais intensamente. E o seu suor tornou-se grandes gotas de sangue, que corriam até ao chão."
· No momento de sua mais intensa depressão, ali no Getsêmani Jesus ao invés de partir para uma incredulidade apática ele se curva a uma mais intensa oração.
· Quando estamos deprimidos, a tendência é negligenciar a oração, a leitura bíblica.
· ... Mas é nestas horas que devemos procurar a estar mais intensamente na presença do Senhor.

5 - Deus o entrega uma nova missão.
· É comum perdermos em momentos de depressão muitos sonhos, objetivos e sobretudo, nosso sentido de vida.
· E para curar-nos o Senhor nos convida a voltar para o nosso caminho (v 15)
· ... para realizar a nossa missão.
· Elias recebe a missão de ungir dois reis e um profeta, entrega-lhe um ministério de confirmação espiritual.

1. Qual foi o caminho que você abandonou?
2. Qual foi o sonho?
3. Qual foi a missão?
4. Volta pelo teu caminho.
5. O que Deus tem colocado em seu coração durante esta sua experiência de crise?
· Pratique, projete sonhos, persiga objetivos, volta a ativa, esta é a Palavra de Deus para você.
· Sua missão não acabou, sua utilidade para Deus e para o mundo não passou.
· Existem pessoas que dependem de você para receberem a unção, como existiam pessoas que dependiam de receber a unção por meio de Elias.
· Não é necessário temer ao inimigo, por que nem ele, nem você mesmo podem anular o amor de Deus.
· O inimigo pode te fazer correr, mas Deus nunca deixará de te encontrar, ainda que você fuja para as suas mais escuras cavernas.
· Deus está com você e curar VAI sua depressão em nome de Jesus.

CONCLUSÃO
·        Eu gostaria de terminar este estudo apresentando alguns conselhos úteis para os que vivem este estados de depressão.
·        Conselhos aos deprimidos.
1 - Procure pensar positivamente, evite negativismo (Pv. 23:7)
2 - Faça novas amizades com pessoas saudáveis.
3 - Busque sempre novos horizontes.
4 - Cuide melhor de sua aparência.
5 - Afaste-se do exclusivismo, você não é o único em nada, pense.
6 - Os melhores seres humanos não foram os nunca erraram, nem fracassaram,
      ... mas aqueles que interpretaram seus erros e fracassos de forma diferente,
      .... vendo neles oportunidades para crescer e melhorar na vida.
      ...  Fracassos são boas escolas para o sucesso.

7 - Ame A SI MESMO e a vida.
8 - Saiba que embora você não tinha compreendido a Deus em muitas coisas, tudo o que ele permite visa seu bem em ultima instância  ( Rom. 8:28 )
9 -Ore agradecidamente.
·        Espero e oro para que este estudo possa  ajudá-los a tratar seus estados depressivos.

·        E que Deus nos Abençoe.

 

 

+ Topo