Início »Redes
Rede Ministerial

Ganhar

Como o próprio nome já diz, ganhar nos fala de evangelismo e, consequentemente, de crescimento numérico. Baseado no texto de Marcos 16:15-16, evangelizar é uma responsabilidade de todos nós, independente do ministério que exercemos. O reino de Deus é composto por vidas, uma vez que Jesus veio ao mundo e deu Sua vida por causa de nós e nos deixou essa missão [ At 1:8 ], ou seja, de evangelizar pessoas.

É um período em que o líder vai gastar ensinando a respeito da importância de se cumprir a grande comissão. Nesse contexto, a Igreja começa a traçar estratégias e ela parte para a ação (evangelismo). O que adianta orar pelas pessoas se não procurarmos uma oportunidade para abordá-las? Nesse contexto a célula pode organizar eventos ou mesmo convidar essas pessoas para irem às reuniões. É um trabalho bem pessoal, onde se alcança pessoa por pessoa. Podemos ver nesse contexto todo o corpo de Cristo funcionando, pois o líder divide com toda a Igreja a responsabilidade de evangelizar [ 1Co 12:12-31 ]. Ao mesmo tempo em que o líder trabalha, ele também ensina todo o Corpo a trabalhar, as pessoas não precisam de títulos para pregar o Evangelho, elas só precisam ser nascidas de novo. O mesmo poder que transformou suas vidas vai transformar a vida de outros.

 

Consolidar

Nesse estágio estamos falando de pessoas que já se decidiram por Cristo e já o confessaram como Senhor e Salvador. Começa-se um período de consolidação onde toda a Igreja é voltada para investir no crescimento dos novos na fé, ou seja, não adianta termos um crescimento numérico se a qualidade não for trabalhada de maneira adequada na vida do novo convertido.

 

Nesse contexto, as reuniões das Redes Ministeriais são direcionadas para o trabalho de consolidação do novo convertido na fé cristã e dar apoio à sua vida, tanto espiritualmente quanto naturalmente. É um processo de integração do novo convertido em sua nova vida em Cristo e ao contexto da igreja local. O líder deve promover visitas, telefonemas, reuniões de estudo da Palavra e também outras atividades extra-grupo que promova o crescimento espiritual desse novo convertido.

 

Para isso deve-se investir muito na qualidade de formação dos líderes de Redes para que haja um trabalho maduro e equilibrado. Sugere-se que ao se decidir num dos cultos, a pessoa receba um contato via telefone em até 48 horas após sua decisão. Ao fazer esse contato, marca-se uma visita e estabelece-se um contato com essa pessoa, levando-se em conta de que isso pode ser um “gancho” para alcançar seus familiares também. Depois de estabelecido o “elo”, a Igreja deve trabalhar arduamente para não perder essa pessoa. A consolidação é uma das fases que mais exige de nós (oração, tempo, amor e até dinheiro).

 

Discipular

Treina-se vidas.

Através de Escola de Liderança, discipulados e na participação das Redes.

 

Enviar

Quando estão preparados para dirigirem suas próprias Congregações ou quando designados para implantar a visão apostólica em outras regiões.

Montar sua própria equipe de discipulado.

Ter sua própria Escola de Liderança.

Conquistar Bairros, Cidades e Nações.

 

+ Topo